Moinho de discos DM 200

Close

Language:


Graças ao seu desenho robusto, o moinho de discos DM 200 pode ser usado em condições difíceis no laboratório e em fábricas, assim como online para controle de qualidade de matéria prima. O potente DM 200 requer apenas poucos minutos para atingir o resultado de moagem desejado.

Exemplos de aplicação

amostras de solo secas, argila refratária, bauxita, cerâmica dentária, cerâmica sinterizada, clínquer de cimento, coal, concreto, coque, entulho de obra, escória, esteatita, gesso, giz, granito, hidroxiapatita, ligas ferrosas, lodo de efluentes, minérios, núcleos de perfuração, porcelana eletrotécnica, quartzo, solos, vidro, ... continue to application database

Vantagens dos produtos

  • excelente capacidade de fragmentação
  • resultados reprodutíveis para ajuste exato de fenda
  • câmara de trituração basculante para facilitar a limpeza
  • Discos trituradores de longa vida útil
  • Ampla seleção de materiais para trituração isenta de contaminação
  • Conexão para aspirador de pó
  • Pode ser operado junto com o triturador de mandíbulas BB 200

Características de desempenho

Aplicação trituração preliminar e fina
Campo de aplicação Cerâmica / Vidro, Geologia / Metalurgia, Matriais de construção, Mecânica / Eletrotécnica, Química / Plásticos
Material a processar semiduro, duro, frágil
Princípio de fragmentação pressão, fricção
Granulometria inicial* < 20 mm
Finura final* < 100 µm
Velocidade a 50 Hz (60 Hz) 440 min-1 (528 min-1)
Material das ferramentas de moagem óxido de zircônio, aço temperado, carbeto de tungstênio, aço ao manganês
Ajuste de laregura de fenda contínuo, 0,1 - 5 mm
Capacidade do coletor 2.5 l
Acionamento motor trifásico com transmissão
Potência de acionamento 1.5 kW
Dados de conexão elétrica voltagens diferentes
Conexão elétrica trifásico
Código de proteção IP 55
L x A x P fechado 440 x 400 x 870 mm
Peso líquido ~ 140 kg
Normas e padrões CE

Please note:
*dependendo do material a processar e da configuração/ajuste do equipamento

Princípio de funcionamento

No DM 200 o material da amostra penetra na câmara à prova de pó pelo funil de carregamento, com alimentação central entre dois discos de trituração verticais. Um disco de trituração móvel gira contra um disco fixo e arrasta o material para dentro. Os necessários efeitos de fragmentação são gerados por forças de pressão e fricção. Os discos de trituração possuem um perfil abrasivo progressivo, graças a que começam por sujeitar a amostra a uma moagem preliminar, para em seguida uma força centrífuga levá-la para a região externa dos discos, onde se realiza a fragmentação fina. A amostra processada sai pela fenda de trituração e é coletada em um receptor. A largura da fenda entre os discos pode ser ajustada sem escalonamento mesmo durante a operação numa faixa entre 0,1 e 5 mm. Há um visor adicional para verificar o ajuste dessa fenda

Sujeito a alterações técnicas e erros